Maracatu Az de Ouro

Perfil»

Perfil»

Maracatu Az de Ouro

Local

Nome Completo

Maracatu Az de Ouro

Linguagem Artística

Dança, Música

Especificação artística

GRUPO DE CULTURA POPULAR

Data de Nascimento

15 de outubro de 2015

Cidade

Fortaleza

Email

maracatuazdeouro75@gmail.com

Esfera de atuação

Municipal

Tempo de Atuação

79

Perfil/Release

"Criado no dia 26 de setembro de 1936 por Raimundo Alves Feitosa com seus irmãos, como: Zé Neguinho e Alcides (em memória), com objetivo de criar um maracatu para o carnaval de rua de Fortaleza. Seu primeiro ensaio foi no antigo beco do aperto da hora, hoje o cruzamento da rua visconde do rio branco com avenida aguanambi. Carnaval de Rua de Fortaleza. A avenida se enche de amarelo, vermelho e branco, e de uma magia inexplicável em um batuque lento num bailar que cheira à saudade. O Az de Ouro chegou! Essa imagem se repete à 79 anos, quando o Maracatu Az de Ouro foi fundado em 26 de setembro de 1936. Em 1937, o Maracatu desfilou pela primeira vez, com apenas 42 participantes. Foi o único maracatu no carnaval de rua de Fortaleza nos anos 1937 a 1950 a desfilar. Em crise entre os anos de 1951 e 1960, o Maracatu Az de Ouro ficou sem desfilar. Na presidência de Raimundo Feitosa, o Maracatu voltou a desfilar por 20 anos consecutivos.
De 1970 a 1978, o Maracatu Az de Ouro foi campeão do carnaval de Rua de Fortaleza como também dirigido por Joaquim Pessoa de Araújo (Mestre Juca do Balaio). Em 1979, assume a presidência o jornalista Paulo Tadeu, que dirigiu o Maracatu até 1980, ano em que o Az de Ouro foi campeão. Na seqüência, o jornalista Paulo Tadeu deixou o Az de Ouro para fundar o Maracatu Vozes da África. O Maracatu Az de Ouro entrou em crise novamente e voltou a desfilar apenas em 1984, tendo como presidente Zequinha e, como vice-presidente, Jader (em memória). Estes, posteriormente, saíram para fundar o Maracatu Rei de Palmares.
O Maracatu Az de Ouro retorna às mãos do Mestre Juca de 1986 à 1992. Em crises constantes. O Maracatu Az de Ouro viveu momentos entre desfilar e não desfilar até que Antônio Marcos Gomes da Silva assume a presidência com a seguinte proposição: O Maracatu Az de Ouro faz parte da Cultura popular de Fortaleza e de nosso Estado e por isso tem que ser valorizado pelo povo e para o povo. E fez um verdadeiro carnaval com modificações internas, e o Az de Ouro voltou a experimentar desfiles e classificações, ficando em 4ª colocação nos anos de 1993 a 1996. Percebendo o caminho correto de condução, o então presidente continua seu trabalho, colocando o Az de Ouro na 3ª colocação. Em 2002 divide o vice-campeonato com o Maracatu Rei de Paus.
Com o tema: “Mestre Juca do Balaio, um artista cearense, um cidadão brasileiro”, em 2003, e “Ceará, Terra da Luz, Berço da Liberdade”, em 2004, O Maracatu Az de Ouro classifica-se como vice-campeão de maracatu. Já em 2005, fica com o 3º lugar com o tema “Nossa Paz é de Oxalá”. Em 2006. O Maracatu Az de Ouro, o mais antigo de Fortaleza, está completando 70 anos de existência, a avenida continua ficando pleno de amarelo, vermelho e branco, e desta magia inexplicável nesse batuque lento, nesse bailar que cheira o passado e o futuro, para que muitos ainda vejam, dancem e cantem: “O AZ de Ouro Chegou!”. Com o seu tema Maracatu Az de Ouro, 70 anos de Loas e Batuques, e contando um pouco dessa grande história, em 2007 o Maracatu Az de Ouro sai pela primeira vez sem seu mestre ( Mestre Juca do Balaio) mais o maracatu com sua grande vontade te não deixa a tradição cai sai com o tema Onilê, Mãe da Terra ficando na 3ª colocação, em 2008 Maracatu trais para avenida o tema Yemanja, Luz de Vida, Nossa Flor, mais por acontecer um grande acidente nas arquibancada não houve desfiles dos maracatu no domingo de carnaval e não havendo classificação dos mesmos.
Em 2009 tivemos também com tema Yemanja na Terra do Sol, levamos um pouco da historia de um grande orixá mulher, e levamos para o público de fortaleza conquistando o 3ª colocação e se destacando como uns dos melhores maracatu de fortaleza.

No ano de 2010, a cultura popular comemora os 74 anos do maracatu, em atividade, mais antigo do Ceará. E para contar essas histórias preparamos uma bela caminhada com o Maracatu Az de Ouro, que desfilou, pela primeira vez, com apenas 27 participantes e, em 1970, passou para as mãos de Joaquim Pessoa de Araújo (Mestre Juca do Balaio). Entre idas e vindas, Juca do Balaio o transformou no Az de Ouro que hoje sai com quase 300 brincantes na Avenida Domingos Olímpio, fazendo uma das mais belas apresentações em vibrantes vermelho, branco e amarelo, mexendo na vida e misturando alegrias de moradores do Jardim América, Bela Vista e circunvizinhanças, e de intelectuais e artistas de toda cidade de Fortaleza."